sexta-feira, 28 de julho de 2017

TECNOLOGIA!!!! CNH digital: veja perguntas e respostas sobre o documento Novidade deve entrar em vigor em fevereiro próximo, mas ainda não há definição sobre possível cobrança. Habilitação impressa continua valendo.

Carteira Nacional de Habilitação Eletrônica (CNH-e) começa a valer em fevereiro de 2018, segundo o Ministério das Cidades. Na prática, a CNH digital vai ter o mesmo valor jurídico da CNH impressa, que continuará sendo emitida.
Resultado de imagem para nova cnh digital

O sistema ainda está em fase de desenvolvimento, e poucos detalhes foram divulgados desde o anúncio, na última terça-feira (25). Ainda não há definição se haverá ou não cobrança de taxa para obter o documento virtual. O governo diz que isso cabe aos estados decidirem.

O Lacerda News consultou o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e o Serpro, empresa de tecnologia do governo federal que está criando o sistema, e o especialista em segurança digital, Altieres Rohr, para apontar o que se sabe sobre a CNH digital até agora e os desafios da implementação.

VEJA PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE A CNH DIGITAL

Quando começa a valer?

Em fevereiro de 2018, segundo o Ministério das Cidades.

O que é preciso para tirar?

A CNH digital deverá ser obtida por meio de um aplicativo, que estará nas lojas oficiais da Apple e do Google (para aparelhos Android) a partir de fevereiro próximo.

Após baixar o aplicativo, o motorista terá que optar entre usar um certificado digital (pago), para fazer todo o processo pela internet, ou ir até um posto do Detran para se cadastrar.

É preciso fazer cadastro no Portal de Serviços do Denatran. Depois disso, o usuário fará o "login" no aparelho que utilizará a CNH digital. Neste primeiro acesso, será gerado um PIN (código) de segurança, criado para poder visualizar os documentos.

A CNH-e só poderá ser emitida para quem tem a nova CNH, com QR Code, um código específico para ser lido por aparelhos eletrônicos que existe nas carteiras de habilitação emitidas desde maio último.

Quanto custará? Quem tem a CNH impressa terá de pagar para ter a digital?

O Denatran diz que a cobrança de possíveis taxas para emissão da CNH digital ficará a cargo dos Departamentos Estaduais de Trânsito (Detrans). São eles que determinam atualmente os valores das taxas da CNH impressa, que variam de estado para estado.

O Detran-SP afirmou que ainda não tem nenhuma definição sobre cobrança do documento digital.

É preciso ter certificado digital?

Não é obrigatório, diz o Denatran. O certificado digital, que é uma assinatura eletrônica com a mesma validade da assinatura física, e possibilita realizar operações pela internet, vai permitir que todo o processo de obtenção da CNH digital seja feito onde o motorista estiver.

Caso contrário, ele terá de ir até o Detran.

O certificado digital é pago e oferecido por entidades credenciadas, como os Correios e a Serasa. Em ambos, o pacote de 1 ano do certificado digital custa R$ 164. Os Correios também oferecem o serviço por 36 meses por R$ 267.

"Para a maioria das pessoas, eu duvido que vai valer a pena comprar um certificado digital por R$ 200 ou mais (incluindo custo do cartão e leitor) só para fazer o pedido dessa CNH. Talvez a melhor maneira de tratar desse assunto é: quem já precisa de e-CPF para suas atividades (como alguns empresários, advogados, contadores) vai ter a opção de emitir e bloquear a CNH digital sem ir ao Detran", aponta Altieres Rohr.


É segura? E se roubarem meu celular?

O Ministério das Cidades afirma que há um conjunto de padrões técnicos para suportar um sistema criptográfico que assegura a validade do documento.

A autenticidade da CNH digital poderá ser comprovada pela assinatura com certificado digital do emissor (Detrans) ou com a leitura de um QRCode, mas isso não quer dizer que será preciso ter sinal de internet para acessar o documento.

Mas sempre será necessária uma senha de 4 dígitos para abrir CNH digital, diz o Serpro.

Caso o smartphone com a CNH digital seja roubado, o usuário deverá bloquear o documento. Se tiver o certificado digital, ele poderá entrar no Portal de Serviços do Denatran e solicitar o bloqueio remoto. Caso contrário, terá que ir até algum posto do Detran.

"É positivo. Se eles baixam demais a segurança no bloqueio, por exemplo, alguém que rouba sua senha poderia invalidar sua CNH digital enquanto você está numa viagem e te causar uma série de problemas. Então, faz sentido que esse tipo de solicitação exija uma segurança adicional", diz Altieres, especialista em defesas contra ataques cibernéticos.

E se não tiver sinal de internet ou wi-fi onde o guarda pedir minha CNH?

Não há problema. De acordo com o Denatran, será necessária conexão com a internet somente no primeiro acesso, depois, a CNH estará disponível off-line. O acesso é feito com uma senha de 4 dígitos, afirma o Serpro.

Qual a multa para quem esquece a CNH?

Pela regra atual, quem dirigir sem portar a carteira de motorista comete infração gravíssima, com 7 pontos na CNH e valor de multa multiplicado por 3, chegando a R$ 880,41. O motorista terá seu veículo retido até a apresentação do documento ou de outra pessoa habilitada.

Na Câmara dos Deputados existe um projeto que extingue a multa para quem esquecer a CNH. Ele foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça e da Cidadania (CCJ) no mês passado e deveria seguir para o Senado, mas, até esta quinta-feira (27), ainda estava na Mesa Diretora da Câmara, para julgamento de um recurso.

segunda-feira, 24 de julho de 2017

Feirinha de São Luís ajuda a revitalizar o Centro Histórico. Neste domingo, a sétima edição do evento bateu mais um recorde de público, registrando aproximadamente 4 mil visitantes

Mais um domingo de Feirinha São Luís com a praça cheia, a população comparecendo em grande número à Benedito Leite, uma das mais belas praças do nosso Centro Histórico. Assim, o projeto da Feirinha cumpre o seu principal objetivo, que é promover a reocupação do Centro Histórico, para revitalizar esses espaços seculares e chamar moradores e turistas para conhecer e apreciar nossa cultura, nossa gastronomia, nossos produtos agrícolas e artesanais e as nossas tradições mais genuínas”, afirmou o prefeito Edvaldo, ao prestigiar a 7ª edição da Feirinha São Luís, realizada neste domingo (23).

Neste domingo, a sétima edição do evento bateu mais um recorde de público, registrando aproximadamente 4 mil visitantes. Todos os espaços da Praça Benedito Leite foram tomados por famílias inteiras que agora têm a Feirinha São Luís como o mais novo ponto de compras e entretenimento da cidade.

Ainda conforme Edivaldo, a Feirinha São Luís é mais uma iniciativa de muitas que estão sendo implementadas pela Prefeitura de São Luís, em diversas áreas, para revitalizar espaços do Centro Histórico da capital, muitos deles degradados pela ação do tempo. Os projetos visam incentivar a reocupação, impulsionar o turismo, estimular a economia e valorizar as belezas naturais e arquitetônicas do Centro Histórico.


O prefeito destacou algumas iniciativas nesse sentido, que contemplam ações de construção, iluminação e paisagismo na área do Centro Histórico, como as que foram realizadas nas praças do Pescador (Praia Grande), da Faustina (Rua do Giz) e Valdelino Cécio (Rua 28 de Julho), todos avaliados e aprovados pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan-MA) e executados em parceria com o Governo do Estado.

Pontuou ainda a criação da Casa do Bairro, espaço localizado na Rua da Palma, idealizado com o propósito de revitalizar uma das áreas mais degradadas do Centro Histórico. A Casa é voltada à promoção de atividades em benefício da comunidade do Desterro e adjacência.

Pesquisa – Para conhecer melhor o perfil do consumidor da Feirinha São Luís, a Prefeitura de São Luís desenvolveu nesta edição do evento, uma pesquisa de consulta pública. Por meio da sondagem, será possível obter também informações sobre o grau de satisfação do visitante e tomar ciência sobre outros aspectos relevantes, como por exemplo, qual a principal motivação que levou o pesquisado à Feirinha e a nota que ele atribui a diversos serviços ofertados no espaço.

“Queremos conhecer o perfil dessas pessoas, para ter alguns embasamentos importantes e aprimorar cada vez o projeto, para garantir à população, a cada edição, um espaço sempre com novas opções de compras e de entretimento, de acordo com o que é almejado pelos visitantes”, disse Ivaldo Rodrigues, secretário municipal de Agricultura Pesca e Abastecimento (Semapa), órgãos responsável pela execução do projeto.

Segundo o secretário, a Feirinha São Luís revitalizou o centro histórico aos domingos e deu uma nova dinâmica para a cidade, promovendo o reavivamento dessa área, tanto para o lazer como para o encontro de amigos e familiares. “O evento agrega cultura e produção agrícola com geração de emprego e renda, beneficiando diversas cadeias produtivas”, frisou.

A família da estudante Amanda Nunes, 21 anos, resolveu aproveitar o espaço para fazer um piquenique familiar no gramado da praça, deliciando-se com as guloseimas gastronômicas ofertadas nas dezenas barracas da feira. Nem mesmo o cão da família ficou fora do passeio. “A Feirinha foi uma excelente ideia, porque além de reunir em um mesmo espaço diversas atividades, é aberto e voltado a pessoas de todas as classes sociais indistintamente, promovendo esse grande encontro popular”, disse Amanda.

 Da mesma forma, a professora aposentada Silvana Cintra compareceu à Feirinha com a família toda. “Gostei de tudo o que vi. É um espaço democrático que agrega produtor e consumidor. Além de estimular o produtor local, oferece produtos genuínos e de grande qualidade”, disse a professora.

A Feirinha também é visitada por autoridades de todos os setores da administração pública municipal e estadual e por políticos da região. Neste domingo, estiveram presentes os deputados federais Weverton Rocha e Juscelino Filho, entre outras autoridades públicas locais.

ATRAÇÕES

Com uma proposta diferenciada, a Feirinha São Luís acontece aos domingos desde junho, sempre de 7h às 15h na Praça Benedito Leite, com um público cada vez maior, o ponto de encontro de amigos e familiares é bem policiado, e tem movimentado também o turismo na capital.

A comercialização dos produtos da agricultura famíliar é o foco do projeto, mas não é o único atrativo para quem visita o espaço. As apresentações culturais também estão presentes em todas as edições da Feirinha. Nesta 7ª edição, quem promete agitar o público é a já tradicional Banda da Feirinha, que começa a tocar às 8h, seguida da Banda do 24º BIL. Às 10h tem o som do projeto Café com Vinil, trazendo o melhor da bossa nova, com Dj Juan Rodrigues, na sequência, às 11h Boi brilho da Ilha. Ao meio dia entra o Cacuriá da Vila Goreth, que segue às 13h com Quadrilha Flor da Amizade, encerrando com forró pé de serra da Kambada do Forró que entra ás 14h.


As 25 barracas de comidas são um dos pontos mais movimentados do projeto, que além dos tradicionais beijus recheados, pasteis com caldo de cana, juçara com camarão, tortas salgadas, bolos, caldos, geleias, biscoitos e tudo que o paladar desejar, tem ainda o espaço dos food trucks, que à cada edição vem somando ao espaço, com pamonha, hambúrguer, bebidas artesanais, pizzas, wraps, açaí e outras delícias que valem à pena conferir.

Participam da Feirinha 11 polos que comercializam produtos diversos a preços competitivos distribuídos em 61 barracas, sendo 25 para produtores rurais, 25 para artesanato e 11 para gastronomia.

A iniciativa tem apoio do Governo do Estado, e reúne órgãos municipais, Banco do Nordeste, Supermercados Mateus, Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Citelum e Associação Comercial do Maranhão (ACM). Apoiam ainda o evento, o Senac, a Academia Maranhense de Letras e a Arquidiocese de São Luís.

"POTE DE OURO"!!! Mega-Sena acumula novamente e pode pagar R$ 90 milhões. Ninguém acertou as seis dezenas pelo décimo concurso consecutivo. Prêmio pode ser o segundo maior de 2017

E mais uma vez o prêmio da Mega-Sena acumula. O concurso número 1.951, sorteado neste sábado (22), resultou nas seguintes dezenas: 14 – 16 – 19 – 21 – 33 – 55 – informou a Caixa Econômica Federal. O sorteio, caso tivesse um ganhador, pagaria R$ 78 milhões ao sortudo ou sortuda.
Resultado de imagem para MEGA SENA
Com o novo resultado acumulado neste final de semana, o sorteio da Mega-Sena que corre na próxima quarta-feira (22) poderá pagar a pequena bagatela de R$ 90 milhões.

Por mais que tenha acumulado neste final de semana, 209 apostas feitas ao longo da semana passada acertaram cinco dezenas da quina , o que resultou em um prêmio de R$ 26.220,25 para cada apostador que acertou os números. Outros 13.551 sortudos acertaram quatro números da quadra e vão embolsar R$ 577,71 cada.

Como jogar

Os sorteios, que acontecem pelo menos duas vezes por semana, geralmente às quartas-feiras e aos sábados, são sempre realizados pela Caixa Econômica Federal . A cada concurso há a possibilidade de um ou mais sortudos acertarem as seis dezenas e levarem a bolada de milhões para casa. Há também prêmios mais baixos para quem conseguir acertar cinco ou quatro números, são as chamadas Quina e Quadra, respectivamente.

Para participar, é possível escolher os números de sua preferência, ou então, tentar a Surpresinha, que escolhe as dezenas a serem jogadas de maneira eletrônica e aleatória. Há também quem prefira manter os mesmos números em todas as apostas, e essa opção também é possível por dois, quatro ou até oito sorteios consecutivos, conhecida como Teimosinha.

Para concorrer ao prêmio, é preciso fazer uma aposta mínima no valor de R$ 3,50 em uma das 13 mil casas lotéricas do Brasil. Quem for cliente da Caixa Econômica Federal, pode apostar virtualmente, por meio do Internet Banking Caixa, entre 8h e 22h. Em dias de sorteio, entretanto, as apostas terminam às 19h, voltando a partir das 21h, mas para o concurso seguinte.